Banner Geração Digital

Por um triz

Vi seu corpo no leito, ligado a aparelhos, sondas, alimentação arterial, medidor de pressão e tudo mais. Difícil de entender quando nunca se esteve assim, mas eu já estive. Ontem ela estava em pé andando na estrada, hoje no acostamento. A estrada continua, mas ela ficou. Uma pausa, um retiro forçado pra se refletir, clamar, reclamar e enfim aceitar. O mais sóbrio senso da mais genuína solidão. Só o "eu" vive, só ele existe e só, ele fica. Casa, carro, contas, roupas, jóias e bijouterias se dissipam em sua frente na velocidade de um só pensamento. Tudo o que ontem a entretia e prendia, mais nada é.

Para trás todas as interferências que a afastavam do seu eu cru. O encontro com a verdade. O olhar para o espelho da sua alma e lá, refletida enfim, a sua mais nítida imagem e com ela a descoberta óbvia da qual todos se escondem: Só se vive por um triz. Sua vida agora tão pequena e simples. Os dias que viveu tão poucos e irrisórios. Estranhos vestidos de branco, cheiro de remédio, seu corpo e sua mente é tudo que tens.

Para esse instante seu, levo a Deus o meu pedido, que Ele lhe mostre quão grande tu és, que Ele te lembres a amplitude de toda tua ação, te lembre de cada sorriso eterno, cada abraço eterno e cada beijo eterno. Cada irmão, filho, sobrinho, neto e amigo que amparaste. Cada vida influenciada por sua conduta, não perfeita, mas sincera. Cada coração tocado pelo seu carisma e abnegação. Aprendo hoje contigo, mulher, que o céu não tem ruas de ouro para os nomes notáveis da história, mas sim, para pessoas simples, discretas e anônimas, porém gigantes e fiéis como você.

“Não é dos fortes a vitória,
nem dos que correm melhor,
mas dos fiéis e sinceros,
que seguem junto ao Senhor”


Dedicado a Djanes Gomes Leme
Share on Google Plus

1 comentários :

  1. valeu lucas
    como é bom ver que minha maezona é amada por mtos

    bjs

    ResponderExcluir