Divulgação

Convicção

Lá estava eu, em um ônibus, a caminho de São Paulo, para uma reunião com um cliente. Ao meu lado duas companheiras fiéis: minha mochila e minha ansiedade. A insegurança quanto ao trabalho tornou-se algo típico com o passar dos anos. Então levantei os olhos para ver a paisagem conhecida. Por apenas alguns segundos lembrei de todo o cuidado de Deus em minha vida e mesmo antes de orar a resposta à minha ansiedade já havia chegado. Não traduzida em palavras, mas em uma incrível sensação de conforto, de tranquilidade instantânea. Não por estar tudo bem, mas acima disso, por sentir que Ele está no comando.

Segundos preciosos de convicção, persuasão íntima, auto-convencimento, um série de sinônimos para tentar escapar da pequena e surrada palavra – Fé – que de tão usada parece ter perdido no caminho seu significado. Imagino que se alguém estiver em situação de desespero e neste momento for questionado quanto a sua fé, sua resposta em agonia será: Nem sei mais o que é isso! O que é? Será que eu tenho? Para que serve mesmo?

Uma avalanche de preocupação toma conta de um casal ao receber a notícia que seu bebê recém-nascido tem síndrome de Down. Por quê? Como será? Estamos preparados? Sim, este casal tem fé! Mas afinal, o que isso significa? Crer em Deus compreende estar convencido intimamente de que tudo que acontece faz parte do plano de Deus para nossas vidas, uma vez que, em nossas orações repetimos a famosa frase: Faça-se a Sua vontade. Crer em Deus também compreende estar convicto de que este plano é o melhor para a nossa vida, mesmo quando o hoje nos convida a duvidar.

Segundo o escritor francês Victor Hugo, a suprema felicidade da vida é a convicção de ser amado por aquilo que você é, ou melhor, apesar daquilo que você é. Pensando assim, ter fé em Deus não é apenas crer em sua existência, mas ir além e estar convicto de que Ele te ama. Se, por segundos que sejam, estivermos convictos sobre este amor, uma incomparável sensação de descanso tomará conta de nosso corpo e alma.

Durante a reunião em São Paulo ficou claro que eu não prestaria mais serviços para aquela empresa. Um cliente a menos para o meu pequeno negócio seria motivo de descontentamento e preocupação, mas aqueles poucos segundos de convicção durante a viagem, resultaram na certeza de que mesmo a novidade, aparentemente ruim, fazia parte do cuidadoso plano do Pai.

Se a fé pudesse ser comparada a uma ação física, ela não seria um ato de agarrar-se, de apegar-se. Ao contrário, ela seria um ato de soltar-se, de entregar-se aos cuidados do Criador. De fato, muitos acreditam em Deus e estão sobre este confortável colchão da fé, mas assim como eu, vivem com seus músculos retraídos e seus nervos tensos por não alcançarem esta preciosa convicção.

Talvez um dia possamos falar como Paulo:
“Pois eu estou convencido de que nem a morte, nem a vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes, nem altura, nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor”
Romanos 8. 38 e 39

"A vida não acontece por acaso. Para muitos, o curso da história é semelhante a pegadas de uma mosca bêbada numa folha de papel em branco. Mas não é assim. A vida não é aleatória [dependente de fatores ou acontecimentos incertos], sem sentido, ou absurda. Deus tem planos para nós hoje."
por John Stott

Texto dedicado à amada família Claudio, Natália, Letícia e Vinícius.



Vini com 1 aninho em 2013
Mensagem do Claudio em 2014,
ao Claudio em 2011.

E aê rapaz, tudo bem?
Não se assuste, sou você daqui 3 anos, sei o que está sentindo, pensando. Ainda tenho muito desse aperto aqui no coração, mas te digo, confie, descanse, em Deus.
Cara, ao contrário do que pensa, seu filho vai andar, correr, brincar.
Mas não será fácil, não, você precisa ser forte, precisa assumir a responsabilidade, porque você e a Na, podem.
Cuidado com suas palavras, esse é um momento muito delicado, você precisa agora servir de apoio para sua mulher e filhos e não o contrário, leve esse conselho a sério pense antes de falar.
Sei que é difícil acreditar agora, mas eu, sou você, passei por isso, e só Um te conhece melhor.
Fique com Deus, se apoie Nele, O sinta, e chore, chorar não é proibido, esse é o momento, mas seja breve. Os próximos três anos serão intensos.
Hoje, em 2014, o Vini está feliz, sobreviveu a uma intervenção cardíaca, corre, apronta e você tem seus filhos se amando, amando a mãe e amando você, então, limpa essas lágrimas. 
Vamos orar?
Senhor, dê forças a esse pai que acha que não é capaz, que se sente inútil, fraco e impotente. O fortaleça com Tua sabedoria e acalme seu coração, e Pai, obrigado por já estar agindo. Pai, obrigado por esse filho lindo. Pai obrigado por saber que era ignorante, ainda em muitas coisas sou, mas Tu, nos capacita, e agora, sei que meu filho pode ser.
Em nome de Jesus, salvador de minha família.
Amém.

Share on Google Plus

2 comentários :

  1. Lucas

    Como é bom sabermos q temos um DEUS pessoal q cuida de nós, q mostra o seu Grande Amor por nós, de várias maneiras... E uma delas é motivar a nos envolvermos com a vida e os problemas de nossos amigos e semelhantes com uma palavra, um gesto ou uma mensagem como é a sua missão.
    DEUS te oriente sempre neste Amor traduzido em palavras e atitudes!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite,
    amei o blog... que Deus continue os instruindo em sabedoria, estou seguindo.
    Ainda estamos em construção, mas segue de volta,
    ajuda a divulgar:
    baurim-viladejovens.blogspot.com

    Paz de Cristo.

    ResponderExcluir