Divulgação

As pedras estão vindo...

Logo abaixo deste texto há um vídeo com imagens muito fortes (não assista se não estiver preparado para ver imagens brutais) de indianos sendo espancados por professarem sua fé em Cristo Jesus. Confesso que fiquei envergonhado ao ver este vídeo. Senti vergonha do meu evangelho POP pós-denominacional, senti vergonha de todo tempo que perdi criticando a situação da igreja atual no Brasil.

Após alguns dias refletindo sobre isso, me lembrei da história de um indiano conhecido. Uma história sobre Mahatma Gandhi, na qual ele, como líder e referência em sua comunidade, recebe a visita de uma mãe com seu filho, um menino obeso. Ela pede a Gandhi que converse com o menino e que peça para ele parar de comer açúcar, pois ele está engordando muito rápido e não consegue parar de comer. Gandhi, sem olhar no menino, pede que eles voltem depois de uma semana. Aquela mãe sai contrariada, mas o obedece. Após uma semana, lá estão eles de volta. Gandhi chama o menino, coloca ele sentado em seu colo e lhe diz: - Menino, eu gosto muito de açúcar também. É muito bom! Mas nesta semana que se passou eu consegui passar sem ele e agora tenho certeza que você também conseguirá.

Gandhi não era cristão, mas ele entendeu que precisamos ser, antes de dizer aos outros o que eles devem ser. Tanto é que sua frase mais conhecida e compartilhada nas redes sociais é: "Seja a mudança que você quer ver." Não, ele não era cristão, mas entendeu o que ainda, nós cristãos, não entendemos, que o Evangelho precisa ser vivido, antes de ser compartilhado. Por séculos fomos mestres em criticar os "do mundo" e agora, como pós-denominacionais, nos especializamos em criticar os "de dentro". Saímos da igreja para podermos tacar pedras nela sem sermos atingidos. Não estamos dentro, mas também não somos "do mundo". O que somos então?

Exemplos como este de Gandhi me fizeram voltar para dentro da igreja e para uma denominação específica. Hoje, as pedras quebram as vidraças e me atingem com força. Mas não as pedras dos "sem-igreja", dos crentes POP, de maneira alguma. As pedras que me atingem com força são as pedras destes indianos cristãos, espancados e fuzilados, que perdem suas famílias e suas vidas pelo chamado irresistível do Evangelho Genuíno de Cristo Jesus, Senhor e Salvador.

Sim, eu tenho vergonha do meu evangelho POP pós-denominacional e ouço a voz de Cristo me dizendo, no livro de Atos 9.16: "Mostrarei a ele o quanto deve sofrer pelo meu nome".

Peço a Deus que o Espírito Santo continuamente nos transforme
e nos livre deste evangelho POP, pelo seu Poder.

Peço a Deus que o Espírito Santo continuamente
conforte estes indianos cristãos, pelo seu Poder.

E que venham as pedras.
Transformai-vos!

IMAGENS FORTES (NÃO ASSISTA SE NÃO ESTIVER PREPARADO)
http://www.youtube.com/watch?v=2AFtwAquT_c

Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário