Eu te seguirei

Toda relação Pai-Filho é feita de altos e baixos, de memórias boas e ruins. Uma das melhores recordações que tenho do meu pai é de vê-lo deitado, após o trabalho, dedilhando suas músicas no violão. Beatles, Roberto Carlos, Taiguara, Eric Clapton, Rolling Stones e outros. Quando ele estava lá sussurrando essas canções, meu universo particular estava em paz. Até hoje, quando ouço uma música com um violão acústico dedilhado, tenho a sensação de estar bem e em casa. Na minha adolescência eu me lembro de algumas versões de músicas que ele fez e também algumas composições de músicas cristãs. Por isso, neste dia dos pais, me desafiei, com todas as minhas restrições musicais, a fazer a versão português de uma música cristã do cantor e compositor Jon Guerra, porque essa música também fala desses altos e baixos do relacionamento nosso com o Pai Eterno:



Quando o mar está calmo e tudo vai bem
Quando o seu favor inunda meu ser
Em meio a calmaria, vou segui-lo
Em meio a calmaria, eu vou segui-lo

Quando sou lançado sobre as ondas
E eu me pergunto se me guiarás
Em meio as tempestades, vou segui-lo
Em meio as tempestades, eu vou segui-lo

Quando eu vejo o ímpio prosperar
Quando não desejo mais louvar
Mesmo na ausência, seguirei
Mesmo na ausência eu seguirei

Quando eu estou longe do meu lar
E sua mão me leva onde não quero ir
Mesmo em meio a morte, seguirei
Mesmo em meio a morte, eu te seguirei

Quando essa jornada eu findar
E ganhar o prêmio que Cristo prometeu
Eu estarei contigo para sempre
Eu estarei contigo para sempre


Obrigado, pai, por essas boas recordações!
Torço para que o Dos Santos Ronald se anime a pegar seu violão e a fazer suas composições novamente, antes de ir para o Eterno. Ainda há tempo meu velho!


Share on Google Plus

1 comentários :

  1. Que Benção ! Quero ouvir outras vezes. Já vai pro Face, pro Twitter e pro Google +. !!!

    ResponderExcluir