Divulgação

MAIS


Antes de escrever sobre o Livro - Revolução do Amor | Uma Convocação - do autor e pastor Mário Freitas, sinto a necessidade de fazer uma resenha sobre minha jornada cristã. Nasci em um lar cristão e sempre frequentei uma igreja, porém, aos 21 anos deixei de congregar, pois senti a necessidade de saber se minha fé era pessoal ou apenas fazia parte da tradição familiar. Minha alma parecia estar carente de decifrar a fé introduzida em minha mente durante a infância. Ela queria MAIS. Então, em 2004 comecei a escrever o Blog Transformai-vos, no qual decidi relatar minhas percepções e reflexões cristãs. Desde lá, tem sido uma experiência enriquecedora. Por meio do Blog comecei a ser convidado para palestrar em algumas igrejas e ongs. Em 2014, resolvi publicar o livro Transformai-vos, como uma comemoração a esses dez anos no qual compartilhei minha fé pela internet. Chegamos, então, em 2016. Por meio do Blog, do Livro e das Palestras, tenho recebido mais convites de igrejas. Sou imensamente grato a Deus por isso. Entretanto, aquela vontade de ir além surgiu novamente. Como nunca, tenho me sentido incomodado com o evangelho secularizado, no qual entendemos, de modo errado, que Cristo deve nos servir. Algo em mim diz que é hora de buscar MAIS o Reino e as suas demandas.

Foi nesse contexto que fiquei conhecendo a ONG MAIS - Missão em Apoio à Igreja Sofredora pela internet. Cada palavra lida no site fazia todo sentido para mim, porém, em especial o artigo - O Sofrimento da Igreja Estável - foi a gota d'água que me convenceu ao engajamento como mobilizador. Em especial este trecho:

"Se envolver com a igreja sofredora é a esperança da igreja estável em aliviar seu próprio sofrimento. Afinal, quando um membro do corpo sofre, todos sofrem junto; e se um membro é honrado, todos têm alegria nisso. Se há uma esperança para o sofrimento em silêncio da igreja estável que cada um de nós carrega dentro de si, é o de se envolver com a igreja sofredora, portadora das infinitas riquezas de fé." - Link para o texto completo

A expressão "o sofrimento em silêncio da igreja estável que cada um de nós carrega dentro de si" verbalizou aquilo que minha alma ainda não conseguia revelar. A consciência de que o Reino de Deus ainda está em expansão aqui neste mundo e de que nós, Igreja Estável, só nos sentiremos completos ao apoiar a igreja que sofre, trouxe um objetivo relevante ao meu coração que hoje busca MAIS pelo Reino. As peças se encaixavam entre minha mente e coração.

Quanto ao livro, posso dizer que fui surpreendido, pois esperava um livro argumentativo. Pelo contrário, o livro é uma narrativa verídica sobre a jornada de um pastor da igreja estável que foi despertado e lançado para dar apoio à igreja sofredora. Li o livro em uma tacada só. Cada experiência do Pastor Mário Freitas o desperta mais um pouco para uma vida cristã voltada ao trabalho no Reino. À medida que o pastor é despertado na narrativa, qualquer leitor sincero, membro de uma igreja estável, percebe o quanto pode ser útil para o Reino que está aí, entre nós, clamando por mais trabalhadores que estejam livres do egoísmo e da religiosidade.

Termino com este trecho do livro que me cativou profundamente:

"Observar a adoração da Igreja Haitiana deixou-me em transe. Por que adoravam assim? Eu imaginava que fosse encontrar um povo desolado, sem esperança e sem fé. Mas eles cantavam, como se cantar fosse seu pão, sua água. As lágrimas me atingiram como que num nocaute. Percebi que minha fé é absolutamente circunstancial, baseada no que vivo e no que conquisto. Agradeço pelo alimento. Agradeço pela saúde, pela família, pelo trabalho. Mas estaria eu pronto para louvá-lo na catástrofe? Naquela noite, adoramos a Deus junto àqueles que viriam, mais tarde, libertar-me do egoísmo e da religiosidade. A igreja haitiana tornou-se minha família." 
- Mário Freitas - Link para a página do livro

Sinto que é hora de ir além.
Sinto que é hora de buscar MAIS o Reino.

Conheça e envolva-se: https://maisnomundo.org

Em Cristo,
Lucas Pedro dos Santos


Share on Google Plus

2 comentários :

  1. Eu tenho buscado diariamente o Reino de Deus, ainda me sinto perdido, sem saber como agir e como trabalhar pela obra do nosso Salvador, mas certa pessoa me disse: "Kayo, ninguém começou preparado, nem os apóstolos de Cristo. Submeta-se e deixe que o Espírito Santo te guie". Aproveitei, esse exemplo maravilhoso do seu trabalho e comecei meu blog também, espero um dia conseguir alcançar outras pessoas como você me alcança brother, sou suspeito para falar!
    Deus te abençoe, grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kayo, o que posso dizer é que seu processo está muito rápido e fico muito feliz por isso.
      Gostei muito do seu primeiro texto no Blog Chegai-vos!
      Espero que seja o primeiro de muitos textos.

      PS: O Livro - A revolução do amor - é seu!

      Excluir