Divulgação

Era 2016


Era 2016
                    Todo mundo queria falar sobre política.
                            O Brasil vivia um processo de politização polarizada.
                      Muitos tomavam seus posicionamentos com base em posts desconexos.
                                                 A informação era consumida em goles curtos de notícias parciais.
                     Os cristãos também tomavam suas posições ideológicas vigentes.
          Esquerdistas, direitistas, estatistas, libertários, anarquistas...
                   Uma bancada evangélica galgava cargos cada vez mais importantes.
Muitos convertiam sua fé cristã à sua nova ideologia política.
                        Para alguns, Cristo era Socialista e buscava o Estado ideal.
                                           Para outros, Ele era Libertário e defendia a livre iniciativa.
                              Para alguns, Ele era obscurantista.
                                                                Para outros, Ele estava em Brasília, lutando pelas famílias.
                                                 As ideologias se alimentavam do Evangelho,
                                                           Enquanto os candidatos se alimentavam dos templos.
                                Os teólogos se alimentavam de ideologias,
                                         Enquanto os leigos se alimentavam de discórdias.
                                     Os cristãos tinham tudo para ser luz,
                                   Mas escolheram escondê-la.
                                       Eles tinham tudo para ser sal,
                        Mas esqueceram que,
                 sua fé não é de esquerda.
         Que ela não é de direita.
               que Cristo não é Estatista.
              que Ele não é Libertário.
       Cristo é.
Ele é.




Share on Google Plus

0 comentários :

Postar um comentário