Eu não escapo de mim

Por Transformai-vos - dezembro 31, 2018


Hoje eu me dei um café da manhã. O último de 2018. Ficar a sós comigo é, sem dúvida, uma das minhas potencialidades. Preciso disso para organizar a mente. Gosto disso!
Uma das muitas lições deste ano foi sobre as comparações. A gente passa boa parte do tempo usando as pessoas ao redor de nós como referências positivas e negativas pra construção de quem nós somos. Isso é natural e necessário, afinal somos seres sociais. Essa é a nossa força na selva da vida. Porém, aprendi que essas comparações podem se tornar tóxicas. Elas podem nos deprimir. Em tempos de redes sociais, tenho visto muita gente vivendo frustrada por acompanhar e se comparar com amigos, parentes e personalidades que parecem ser e viver muito mais e melhor. Desta forma, os influenciadores que deveriam nos potencializar, se tornam os culpados de usarmos tanto antidepressivos, quando comparamos nossas "vidinhas" com as "vidonas" que eles compartilham nos stories e feeds.
Como diria meu pai: Uma bobagem!
Como diria Eclesiastes: Vaidade! Tudo vaidade.
2018 me ensinou que eu não escapo de mim. Se quero emagrecer ou me fortalecer, é pro meu corpo que devo olhar, com todas suas imprecisões e também suas precisões. Se preciso aprender algo novo, é na minha mente que devo focar, com todas as limitações e também potencialidades. Se quero poupar, é pro meu bolso que devo atentar. De novo: Eu não escapo de mim! Não escapo do meu corpo, não escapo da minha mente. Portanto, me comparar ao outro de forma prepotente, é vaidade. Me comparar ao outro de forma negativa, é ingratidão com o corpo e a mente que me foram dados por Deus. Eu não escapo de mim, por isso hoje me levei pra tomar o último café da manhã sozinho, pois é comigo que vou pra 2019.

Ao refletir sobre isso, me lembrei das palavras do apóstolo Paulo em um momento onde ele se compara aos outros apóstolos, mas faz isso ciente de suas imperfeições e também da graça de ser quem ele é:

"Pois sou o menor dos apóstolos e nem sequer mereço ser chamado apóstolo, porque persegui a igreja de Deus. Mas, pela graça de Deus, sou o que sou, e sua graça para comigo não foi inútil; antes, trabalhei mais do que todos eles; contudo, não eu, mas a graça de Deus comigo."
1 Coríntios 15:9-10

Se você leu até aqui, não quero te dar sermão, só quero te dar um conselho de amigo. Pare de olhar nos stories e feeds aquilo que os outros estão sendo. Olhe pra você, não só pra fazer um selfie. Olhe pra você como base para aquilo que pode fazer. Olhe pra suas imprecisões e aceite-as. Tente melhorar. Olhe pra suas potencialidades e avance com elas. Seja útil para os outros, para o mundo, para Cristo, para o Pai. Seja o você que Ele te permitiu ser. Só isso. Tudo isso. E lembre-se: você não escapa de você.

Feliz ano novo, com você!

  • Compartilhe:

Você também pode gostar:

0 comentários