No atacado e no varejo


Há alguns anos, me dei conta de que sou uma pessoa oito ou oitenta. Tenho dificuldade para tomar decisões medianas e costumo ter opiniões exageradas sobre a maioria dos assuntos. Infelizmente, também sou assim com a fé. Costumo brincar que minha fé oscila entre Jó e Fernando Pessoa. Jó, apesar de todo sofrimento, permaneceu firme em sua fé. Já o tal do Fernando Pessoa estava em outro extremo, flertava com niilismo, com o nada, com a ausência ou indiferença total de Deus ao ser criado. Por vezes, me pego assim, oscilando entre Jó e Fernando.

Cataratas do Iguaçu - Foto: Jucinei Pinheiro


Outro dia, tivemos o privilégio de conhecer as Cataratas do Iguaçu. Um lugar que nos deixa minúsculos, diante de sua grandeza. No voo de volta pra casa, tivemos a oportunidade de sobrevoar aquelas centenas de quedas. Percebi, então, que a algumas centenas de metros do chão, já não é possível ver aqueles pequenos seres que se aglomeram para apreciar a beleza. Foi aí que me lembrei do poema - Apontamento - de Fernando Pessoa, no qual ele diz que sua alma é como um caco de um vaso que uma criada dos deuses, descuidada, deixou cair numa escadaria:

"(...)
Fiz barulho na queda como um vaso que se partia.
Os deuses que há debruçam-se do parapeito da escada
E fitam os cacos que a criada deles fez de mim.
Não se zangam com ela.
São tolerantes com ela.
O que eu era um vaso vazio?
Olham os cacos absurdamente conscientes,
Mas conscientes de si-mesmos, não conscientes deles.
Olham e sorriem.
Sorriem tolerantes à criada involuntária.
Alastra a grande escadaria atapetada de estrelas.
Um caco brilha, virado do exterior lustroso, entre os astros.
A minha obra? A minha alma principal? A minha vida?
Um caco.
(...)"

De lá do avião, me perguntei: Pode mesmo esse Deus nos amar no varejo? Seria mais fácil crer que Ele nos ama no atacado, como espécie, como parte do bioma, mas não no varejo, individualmente. Somos muitos e pequenos demais! Além de pequenos, somos breves demais para sermos amados no varejo. Tiago fala sobre isso em sua breve e dura carta:

"Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque, que é a vossa vida?
É um vapor que aparece por um pouco, e depois se desvanece."
Tiago 4:14

Aquele era eu oscilando, entregando minha fé ao niilismo de Fernando Pessoa, mas como a fé é dom de Deus, Ele mesmo me fez entender como eu estava enganado. Logo após o sobrevoo sobre as Cataratas, a Ju, minha esposa, tirou os olhos da janela do avião e me olhou com os olhos e o coração cheios d'água, grata a Deus pela oportunidade. Deus estava ali, agindo no varejo, no pequeno coração da minha pequena esposa. Ela estava grata pelo seu novo serviço que possibilitou a nossa tão sonhada viagem de avião. Ela estava ali, se relacionando com Deus que se mostrava de modo pessoal e íntimo em sua vida.

Alguns dias depois, fui ao hospital com meu filho caçula, para avaliação de seu fêmur que fraturou há alguns anos, pois ele precisa ser operado para retirada da haste, de modo que ela não atrapalhe o seu crescimento. Porém, a médica nos informou que não seria possível fazer a cirurgia pela rede pública, pois a fila de cirurgias mais graves está enorme. Porém, conversando com ela, falei sobre o convênio médico do serviço da Ju e vimos que uma médica que acompanhou todo processo poderá operá-lo pelo convênio. Um exemplo pequeno, de uma família pequena. O novo serviço da Ju tem sido mais uma forma de Deus revelar seu amor de modo individual à nossa família. Deus agindo com sua providência na individualidade minúscula e breve de nossas vidas.

Sim, Ele nos ama. Sim, Ele te ama.

Nos ama como espécie, nos ama como sociedade. Mais ainda, de modo misterioso e assombroso, Ele também nos ama individualmente e nos prova isso em nossas diminutas necessidades e demandas. Nos mostra isso ao nos relacionarmos com ele, ao buscarmos essa relação, mesmo que de modo oscilante, pois não depende de nós, foi Ele quem fez e é Ele quem faz, em Cristo. Diante disso, quero que minha oração seja a mesma de Jó:


“Sei que podes fazer todas as coisas; nenhum dos teus planos pode ser frustrado. Tu perguntaste: ‘Quem é esse que obscurece o meu conselho sem conhecimento?’ Certo é que falei de coisas que eu não entendia, coisas tão maravilhosas que eu não poderia saber. “Tu disseste: ‘Agora escute, e eu falarei; vou fazer perguntas, e você me responderá’. Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram. Por isso menosprezo a mim mesmo e me arrependo no pó e na cinza”.
Jó 42:2-6


No atacado e no varejo No atacado e no varejo Reviewed by Transformai-vos on junho 16, 2019 Rating: 5

Um comentário:

  1. Me identifiquei no texto....
    Porém, tb tenho experimentado, cada vez mais, como Deus cuida da gente de forma individual.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.