Fé na Arte e Arte na fé


Nas últimas 6 semanas, tenho lido o livro O caminho do artista, da escritora e roteirista Julia Cameron. O livro propõe um jornada de 12 semanas para quem quer desbloquear seu lado criativo. O livro é simples, assim como suas propostas de exercícios práticos, mas é impressionante como a coisa funciona. A parte espiritual do livro tem seus devaneios, mas nada que compromete a proposta geral do livro. Recomendo para todos que, como eu, têm soterrado seu lado artístico com as demandas objetivas da vida.

Desde o início do livro, o que mais me surpreendeu foi meu desejo de trabalhar com a argila, algo que pouco fez parte da minha jornada. Algo que quis fazer sem nenhuma pretensão, apenas pela vontade de me esquecer um pouco ali. No mesmo período, tive a oportunidade de ler alguns livros sobre a arte e sua relação com a fé. Shaeffer, Rookmaaker e Steve Turner. Este último, em seu livro - Cristianismo criativo - (recomendado e emprestado pelo meu amigo Léo ) aprendi sobre as  possibilidades de atuação do cristão nas manifestações artísticas. Desde uma arte explicitamente cristã, até uma arte despretensiosa como meus vasos de suculentas. Afinal, como diz o título do fantástico livro do Rookmaaker: A arte não precisa de justificativa.

Por fim, tive a grata oportunidade de preparar e estrear a oficina Fé na Arte com os formandos do Seminário Presbiteriano do Sul, a convite da jornalista, professora e grande amiga, Raquel Gabriel. Ali, conversamos sobre a forte presença da arte em toda extensão dos textos bíblicos, sobre a importância da arte na divulgação do evangelho pelas portas do coração e também praticamos alguns processos de associação criativa, entre temas bíblicos e doutrinários, e as possíveis manifestações artísticas, dentro e fora da igreja.

Espero e oro que eu continue nessa direção, da qual eu nunca deveria ter saído. Congregar minha fé com a arte tem sido, não só uma válvula de escape das pressões da vida, mas muito além disso, uma fonte de significado como indivíduo e de pertencimento como seguidor de Jesus.

Fé na Arte - porque acredito no poder da arte e também que ela deve estar repleta de fé.
Arte na Fé - porque acredito que a fé está repleta de arte e assim deve continuar, sempre.


Fé na Arte e Arte na fé Fé na Arte e Arte na fé Reviewed by Transformai-vos on setembro 30, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.